Como olhar para uma vida de privilégios, eu, enquanto cristã, e não ter a empatia para que o meu irmão tenha os mesmos privilégios?

Digo o privilégio de ir e vir, do acesso a bens materiais e, pincipalmente, à liberdade de escolha. Falamos de pobreza como algo exclusivamente atribuído à quantia que se estabelece em uma renda familiar; ignoramos todo e qualquer contexto social que possa privar nossos assistidos de terem acesso à liberdade. Aqui, o nós é por sermos NÓS A SSVP, e isso é fundamental para entendermos a responsabilidade ao encontrarmos semanalmente nossas famílias, quando chegamos armados com nossos discursos prontos, sem enxergarmos a situação que aquela família está posta.

Como podemos passar por visitas e não escutar? Como podemos relatar em nossas Conferências, e ao discutirmos a situação, não sonharmos os sonhos daquelas famílias? Se nós podemos individualmente sonhar com nossa profissão, nossa construção familiar, nossos bens materiais… podemos sim sonhar o que cada família sonha!

Ozanam, junto aos amigos dele, foi à frente do tempo; ousou sonhar um movimento que buscasse a promoção de pessoas que são jogadas à margem da sociedade. O que importa é dizer que a nossa Sociedade de São Vicente de Paulo necessita de conquistas com o espírito moderno, é revelar-nos o verdadeiro sentido de fazer uma caridade organizada, é refletir os caminhos da sociedade que nos busca enquanto jovens a sermos os protagonistas da mudança. A juventude é o caminho para a permanência da SSVP.

De nada vale a minha liberdade, se eu não vivo em uma sociedade onde os nossos não são livres. Enquanto jovens, temos que estar à frente de nossos trabalhos de promoção social com os nossos assistidos, afinal, temos idade suficiente, como nosso fundador, que ousou em seus 20 e poucos anos, e me fez, assim como VOCÊ, estar aqui, pertencente à SSVP. Devemos ser jovens, ousados e dinâmicos, a exemplo de nosso fundador; precisamos estar juntos aos nossos assistidos, sonhando, ouvindo e entendendo que a realidade deles é cruel.

Então, juventude, é nossa missão manter esta Rede de Caridade, com entusiasmo e coragem, e isso é agora, pois nós somos a SSVP.

Consócia Jacqueline Couto

Membro da Comisssão de Jovens do Conselho Metropolitano de Juiz de Fora (MG)

Comente pelo Facebook

Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/4/cd/a6/ssvpbrasil1/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352

LEAVE A REPLY