Relíquia de Ozanam desfila em carro do Corpo de Bombeiros

0
654
Cortejo em Formosa (GO)

Os vicentinos de Formosa (GO) encontraram uma forma diferente de homenagear e propagar a devoção ao principal fundador da SSVP, confrade Antonio Frederico Ozanam. A relíquia do bem-aventurado chegou à cidade no último sábado (8), e desfilou pelas ruas em um carro do Corpo de Bombeiros. O cortejo foi seguido por dezenas de veículos conduzidos por confrades e consócias.

Formosa é uma das cidades que integra o Conselho Metropolitano de Brasília (DF), Unidade Vicentina que estará com a relíquia neste mês de dezembro. Ela chegou à região no dia 1º, vinda do Conselho Metropolitano de Goiânia. Quem a buscou foi o próprio presidente do CM Brasília, confrade Thiago Tibúrcio. Segundo ele, este momento tem sido dedicado a propagar a devoção ao bem-aventurado Ozanam. “À noite, a relíquia não fica em capela ou igreja; ela sempre dorme na casa de um vicentino doente. Queremos incentivar que as pessoas aumentem a confiança no poder intercessor do principal fundador da SSVP e, consecutivamente, alcancem milagres”, justifica.

Confrade Thiago Tibúrcio (presidente do CM Brasília) e confrade Vicente França (representante do CM Goiânia)

A relíquia vai percorrer os 10 Conselhos Centrais vinculados ao Conselho Metropolitano de Brasília. Hoje (11), ela está em Unaí (MG). A peregrinação procede até o dia 26, quando será o momento alto da passagem dela pela região. Ficará exposta na Catedral Metropolitana de Brasília para a livre visitação, principalmente de turistas que são muito comuns no templo religioso. Todas as Conferência foram convidadas para uma Missa a ser celebrada no local no dia 30, às 10h30.

A relíquia de Ozanam é a segunda a visitar a Catedral. A primeira foi a de Dom Bosco, em agosto do ano passado.

TESTEMUNHO

Ainda de acordo com o confrade Thiago Tibúcio, o relato da esposa de um confrade chamou a atenção. A mulher estava se sentindo angustiada. Em sonho, viu uma criança enrolada num pedaço de papel dentro de uma bolsa. Ao participar de um evento vicentino em Cruzeiro, a mulher se deparou com a relíquia que estava enrolada em um pedaço de papel e dentro de uma bolsa, de forma muito parecida ao sonho que teve. “A partir daquele momento, ela disse que foi tomada por um sentimento de tranquilidade, porque entendeu que era um sinal de que Ozanam estaria cuidando dela”, conta o presidente do Metropolitano.

De Brasília, a relíquia vai em janeiro para a área do Conselho Metropolitano de Uberaba (MG)

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY