Missionários defendem o amor entre os vicentinos no Piauí

0
962
A música 'Pais e Filhos', citada no início desta matéria, foi escrita por Renato Russo. Ele é filho da consócia Carminha Manfredini

Sabe aquele refrão ‘É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã’? Então, ele também precisa ser praticado dentro da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). Que tal: é preciso amar os irmãos vicentinos como se não houvesse amanhã? Este é o desafio que vem sendo ensinado pelo Departamento Missionário, em atividades na área do Conselho Metropolitano de Teresina (Piauí), desde o último dia 13.

Durante as Missões, que terminam hoje (22), os membros se depararam com Conferências que terminaram por causa de desentendimentos de vicentinos e falta de diálogo. “Nós encontramos um povo extremamente caridoso, dedicado aos Pobres, mas que por motivos banais, alguns membros se desentenderam e pararam de frequentar as nossas fileiras”, observa o missionário Luis Fernando Sousa.

Para ajudar a resolver o problema, a equipe – formada por seis missionários de diversas partes do país – conversou com esses vicentinos afastados. Ela relembrou que a SSVP foi fundada por um grupo de amigos e que a amizade é uma chama que deve sempre ficar acesa dentro da instituição. “Eu não posso amar o Pobre, mas não amar o (a) irmão (a) vicentino (a) que trabalha ao meu lado. Para que nossas atividades deem certo, precisamos ter amor, carinho e respeito uns para com os outros”, defende Luis Fernando.


Missionários Luis Fernando (2º da esq. p/ dir.) e Sebastião Elias (4º da esq. p/ dir.) durante visitas no Piauí

Esta conscientização feita na região deu resultados surpreendentes. Depois de muita conversa com a comunidade vicentina local, duas Conferências foram reativadas e duas devem ser fundadas na próxima semana. “Toda vez que a gente consegue resgatar pessoas, a emoção que sentimos é indescritível. Em 2014, eu larguei todas as atividades que tinha na Igreja para ser um missionário vicentino. Quando vejo Conferências sendo fundadas e reativadas, percebo que a minha escolha de vida valeu a pena”, comemora o confrade Sebastião Elias Costa.

Na área do CM Teresina, foram feitas 34 visitas a confrades e cosócias afastados. O objetivo das Missões é reanimar membros que pararam de frequentar a SSVP, recrutar participantes e estar em contato com aqueles vicentinos que estão doentes, agradecendo-lhes por tudo o que fizeram pelos Pobres.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY