Inscrições para os Projetos Sociais começam dia 1º de fevereiro

0
3108
Maria de Nazaré vende batata no interior do Pará

Os Projetos Sociais do Conselho Nacional do Brasil (CNB) mudaram a vida da família de Maria de Nazaré Benjamim dos Santos (48) e pode agora mudar a vida de uma família assistida bem próxima a você. Basta seguir os mesmos passos dos vicentinos que a ajudaram. Pense em algo capaz de promover. Depois, inscreva sua iniciativa no CNB. Se ela for considerada realmente como um meio de promoção social, o Conselho Nacional liberará recursos para que a proposta seja implantada.

Na comunidade São Pedro, distrito de Curuçá (PA), a solução para tirar a família de Maria de Nazaré da extrema pobreza foi a compra de um carrinho em que a assistida vende batata frita. Ela chega a faturar R$300 por dia.

As inscrições para a edição 2019 dos Projetos Sociais serão iniciadas no próximo dia 1º de fevereiro e vão até 30 de setembro. A dica é: se você já tiver uma proposta, inscreva-a a o quanto antes. Isso porque serão duas seletivas. A primeira para os projetos enviados até 31 de maio, e a segunda para os enviados entre 1º de junho a 30 de setembro.

Os que chegarem ao CNB até o final de maio serão analisados em junho e o dinheiro para a implementação disponibilizado em julho. Já os remetidos em setembro recebem análise em outubro e divulgação e recursos no mês de novembro.

 

Todas as informações detalhadas estão neste link AQUI.

 

A Comissão só aceitará projetos enviados pelos Conselhos Metropolitanos (CMs). Qualquer Unidade pode propô-los, no entanto, são os CMs que os encaminharão ao CNB. Por exemplo: se a proposta é de uma Conferência, ela elaborará o projeto, pegará as autorizações das Unidades hierárquicas superiores – Conselho Particular e Central – e, por fim, também com uma autorização, o Metropolitano o remete ao Conselho Nacional.

Os Conselhos Metropolitanos que apresentarem projetos precisam ter um padrinho ou madrinha para acompanhá-los (conheça a função dos padrinhos AQUI).

 

Baixe o formulário de inscrição AQUI

 

As iniciativas inscritas precisam visar a Mudança Sistêmica (promoção social), em especial devem promover a geração de renda, permitir a inclusão social, possibilitar o protagonismo do beneficiário, aplicar também recursos próprios, estabelecer parcerias e ter perspectiva de autossustentação.

O valor investido pelo CNB este ano deve ser em torno de R$275 mil.

Baixe o glossário com explicações de termos técnicos dos Projetos Sociais AQUI

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY