Vicentinos e assistidos, saibam a importância do cadastro no SUS

0
1731

Todos os brasileiros devem se cadastrar junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). Se você e os assistidos de sua Conferência ainda não fizeram o registro, cadastrem-se o quanto antes para que a região onde mora receba o maior número possível de recursos do Governo Federal.

A partir de agora, o valor do repasse de verbas para os atendimentos pelas Equipes de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde será calculado de acordo com o número de pacientes cadastrados em tais Unidades, e o desempenho delas segundo indicadores que vão desde a qualidade do pré-natal ao controle de diabetes, hipertensão e doenças sexualmente transmissíveis. A decisão foi anunciada por meio da Portaria 2.979, do dia 12 de novembro.

A medida visa ampliar recursos para municípios e regiões com maior volume de pessoas em situação de risco e diminuir os daqueles com menor número de usuários. Regiões com pacientes em situação de vulnerabilidade econômica, por exemplo, deverão receber 30% a mais.

Outro fator preponderante na distribuição de recursos é a distância dos grandes centros. Desta forma, um município rural deverá receber duas vezes mais por pacientes cadastrados que um município em área urbana.

A proposta, segundo o Ministério da Saúde, quer equilibrar os recursos para populações e regiões mais vulneráveis.

COMO SE CADASTRAR NO SUS

Para fazer o cartão do SUS, você precisará dos seguintes documentos: 1) documento de identificação com foto (RG, CNH ou passaporte), 2) certidão de nascimento ou casamento, 3) CPF, e 4) comprovante de residência. Com eles, procure um dos postos de atendimento do SUS, a exemplo da Secretaria Municipal de Saúde ou uma das Unidades Básicas de Saúde ou Unidades de Saúde de Família. O cadastro será imediatamente feito!

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY