Sertaneja é surpreendida com a relíquia de São Vicente

0
83
O missionário David mostra a relíquia à consócia Eva. A cena é observada pela benfeitora Úrsula

 

O ano de 2018, segundo a consócia Eva Medeiros de Lima, já é um dos melhores da vida dela. Nascida e criada no sertão nordestino, Eva e os demais moradores de Princesa Isabel (PB) – a 300 quilômetros de Campina Grande – estão em festa por causa da chuva que transformou a vegetação seca em paisagens verdejantes; poços vazios em açudes com muita água. Há mais de 5 anos não chovia no local. Para completar a felicidade dela, nesta sexta (20), missionários vicentinos a possibilitaram um momento inesquecível: pôde se encontrar com a relíquia do santo de devoção, São Vicente de Paulo.

Os missionários levaram até a casa dela o relicário que contém um pedaço de osso e gotas de sangue de Vicente. “Não é verdade! Não é possível que estou recebendo esta graça!”, exclamava Eva.

A devoção da vicentina é muita. No ano passado, ela corria risco de morrer por causa de uma forte anemia. Os membros da Conferência São Vicente de Paulo, Unidade à qual participa, fizeram uma corrente de oração, pedindo a intercessão de Vicente. A graça foi alcançada. Ela se curou e retribui trabalhando pelos Pobres locais.

Sentado, o confrade José Caetano recebe o carinho dos missionários
Sentado, o confrade José Caetano recebe o carinho dos missionários

Eva foi uma das visitadas hoje pelos membros do Departamento Missionário em Princesa Isabel. Da casa dela, os vicentinos foram até a residência do confrade José Caetano Neto. Por causa da idade e problema de doença, ele não participa mais da Conferência, mas recebeu o carinho dos vicentinos por todo o trabalho já feito.

Na semana passada, o confrade José Caetano completou 87 anos. Não teve festa, o que para ele não fez a menor diferença. “O melhor presente que eu poderia ganhar é a visita de vocês (missionários)”, disse.

SURPRESA

O confrade Geraldo Rodrigues é o de regata vermelha
O confrade Geraldo Rodrigues é o de regata vermelha

Enquanto caminhavam pelas ruas, um senhor abordou os missionários. Ele disse ter lido na camisa dos membros a palavra SSVP. Quando soube que se tratava de um grupo de vicentinos, ele revelou que também era confrade e que tinha deixado de participar da Conferência por motivos pessoais.

Os missionários o convidaram para uma formação que acontecerá na região neste sábado e comentaram sobre a importância do trabalho dele pelos Pobres. Sensibilizado, o confrade Geraldo Rodrigues da Silva afirmou que voltará para a Conferência.

Em Campina Grande, ainda nesta sexta, também teve divulgação da SSVP na rádio local e uma grata notícia: jovens que participaram de um encontro com os missionários ontem decidiram fundar uma Conferência no bairro Malvinas. A primeira reunião acontece na próxima quinta-feira (26), na Capela São Francisco. O nome da Unidade ainda será definido.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY