“Repudiamos tanta corrupção” – adverte vice-presidente da SSVP

0
2030
Mesa de trabalhos composta por vicentinos e parlamentares

A Câmara dos Deputados prestou na manhã desta segunda (24) uma homenagem à Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), pelo Dia do Vicentino, celebrado na próxima quinta (27). A consócia Elisabete Castro, vice-presidente do Conselho Nacional do Brasil (CNB), foi quem recebeu a menção honrosa em nome de todos os confrades e consócias brasileiros. O evento aconteceu em Brasília (DF).

Em discurso, a consócia Bete (como a vice-presidente é popularmente conhecida) agradeceu o reconhecimento cedido pelos deputados e aproveitou para mostrar a posição contrária da SSVP à corrupção. Disse ela: “recebemos esta homenagem sim, com muita gratidão, e ao mesmo tempo, repudiamos tanta corrupção e tanto descaso que nossa nação passa e que afligem a todos nós, e principalmente os Pobres”. Complementou. “Esta homenagem nos deixa felizes por um lado, mas não nos deixa tranquilos, pois lá fora, muitos brasileiros apenas sobrevivem. Somos incomodados pelo cenário social desafiador e, por isso, prezados deputados, tenho o dever de anunciar e expor o pedido dos Pobres: priorizem, nobres deputados, políticas para a libertação verdadeira do nosso povo”.

Ainda compuseram a mesa de honra os confrades Renato Lima de Oliveira (presidente internacional da SSVP) e Thiago Tibúrcio (presidente do Conselho Metropolitano de Brasília).

NÚMEROS

Consócia Elisabete Castro

A vice-presidente informou aos participantes do evento que o Brasil é o maior país vicentino do mundo, com 15.489 Conferências, 152.773 membros e 753 Obras Unidas, dentre elas, creches, abrigos, hospitais e Instituições de Longa Permanência.

Bete aproveitou para dividir a homenagem com os confrades e consócias brasileiros. “Em nome do Conselho Nacional do Brasil, queremos agradecer a todos os vicentinos que incansavelmente lutam contra as formas de pobrezas que assolam o povo brasileiro”.

Por fim, ponderou o que acha importante para melhorar o país. “Só teremos um Brasil mais justo e fraterno quando deixarmos de olhar para nós mesmos e passarmos a olhar o outro em suas necessidades, enfim, sairmos das palavras e passarmos para a ação, assim como fizeram os fundadores da Sociedade de São Vicente de Paulo”.

A sessão foi um requerimento do parlamentar Rôney Nemer.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY