Primeira mulher a assumir a presidência de um Conselho Metropolitano foi em 1987

0
54
Consócia Dinorah Franco, a primeira mulher a presidir um Conselho Metropolitano da SSVP brasileira.

A consócia Dinorah Costa Franco entrou para a história da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) em 1987, ao se tornar a primeira mulher a assumir a presidência de um Conselho Metropolitano (CM) no Brasil. Entre 1987 e 1992, Dinorah presidiu o CM São Paulo. A consócia faleceu em 2015, mas neste Dia Internacional da Mulher, seria impossível não lembrá-la, pois representa a presença feminina na liderança de Conferências, Particulares, Centrais, Conselho Nacional e também em diretorias do Conselho Geral Internacional. Contribuição muito importante para uma instituição que, no passado, só admitia homens.

Dinorah morava em Santos, litoral paulista. Ficou viúva em 1995 e teve quatro filhos: Luiz Alberto (75), Gilberto (72), Sofia Helena (69) e Antônio Carlos (65). Dividia o tempo entre cuidar da casa, da família e da SSVP. Participou da Conferência Santa Luísa de Marillac até os últimos dias de vida, aos 97 anos, quando ainda exercia a função de tesoureira da Unidade Vicentina e membro do Conselho Fiscal do Conselho Central de Santos.

A filha Sofia Helena conta que a mãe nunca teve medo de assumir encargos dentro da Sociedade de São Vicente de Paulo e jamais foi vítima de preconceitos. “Ela era baixinha e terrível”, brinca e complementa. “Se alguém usasse tratá-la de forma diferente, ela ‘subia nas tamancas’ e reclamava. Com ela não tinham essas coisas de ser tratada diferente por ser mulher não”.

Sofia ainda se recorda da dedicação que Dinorah tinha pela instituição. “Ela era apaixonada pela SSVP. Brigava e lutava pela SSVP com muita garra. Se precisasse ir contra alguém que tivesse agido errado, ela ia”.

O amor pela ‘Sociedade’ pôde ser comprovado em uma matéria publicada na edição janeiro/fevereiro de 2015 da revista Boletim Brasileiro. Em uma matéria que falava sobre a importância dos membros da terceira idade, Dinorah foi uma das entrevistadas. Na oportunidade, ela disse. “Tudo me encanta na SSVP. A fraternidade entre os vicentinos é uma experiência muito marcante”. Ela ainda demonstrou preocupação com a renovação das fileiras vicentinas. “Às vezes, sinto muita tristeza ao ver eventos vicentinos vazios; queria que os confrades e consócias se empenhassem para o aumento de membros na instituição”.

A consócia morreu em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) Hemorrágico e foi vicentina por 69 anos.

Atualmente, dos 34 Conselhos Metropolitanos do Brasil, quatro são presididos por mulheres: Olinda e Recife, pela consócia Sônia Maria Cavalcanti; Bauru, pela consócia Clara Almeida de Oliveira; Divinópolis, pela consócia Lúcia Maria Pereira, e Caratinga, pela consócia Marly de Paula Barboza Pereira.

A primeira mulher a presidir o Conselho Nacional do Brasil da SSVP foi a consócia Ada Ferreira. O mandato dela foi de 6 de setembro de 2009 a 8 de setembro de 2013.

FONTE: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY