Padre Tomaž Mavrič encerra Ano Jubilar Vicentino

0
181
Padre Tomaž Mavrič

O Ano Jubilar, em celebração ao quadringentésimo aniversário do Carisma Vicentino, será encerrado nesta quinta (25). O padre Tomaž Mavrič está muito satisfeito com os resultados das celebrações. “O Céu nos abençoou em todos os âmbitos: em nível pessoal, em nível de cada Ramo e no âmbito da Família Vicentina como um todo”, disse o sucessor de São Vicente de Paulo, que tem este título por ser o Superior Geral da Congregação da Missão (CM), ordem fundada pelo próprio Vicente de Paulo. A declaração faz parte de uma carta dirigida à Família Vicentina, encerrando oficialmente o Ano Jubilar.

Nela, padre Tomaž descreve a expectativa de que toda a vivência de fé – possibilitada durante as comemorações – seja refletida em ações concretas de serviço efetivo aos Pobres, animação dos Ramos e incentivo contínuo à oração. “Que esta experiência permaneça para nós fonte de aprofundamento, de desenvolvimento e de extensão do Carisma Vicentino, a fim de produzir sempre mais frutos”.

Pelo Ano Jubilar, leigos e consagrados celebraram desde o ano passado a ação concreta de São Vicente de Paulo que, há 400 anos, compreendeu a importância da organização da caridade. Criou assim as Damas da Caridade, hoje conhecidas como Associação Internacional de Caridade (AIC). Desde então, muitos outros Ramos voltados ao serviço aos Pobres foram fundados pelo próprio Vicente ou inspirados no santo, a exemplo da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP).

Dentre as principais atividades realizadas no período, destacam-se: o Simpósio Internacional da Família Vicentina, em Roma, de 12 a 15 de outubro no ano passado; a iniciativa global da Família Vicentina com as pessoas sem-teto; o Festival de Filme Vicentino, que acontece dos dias 18 a 21 de outubro, também na Itália, e a peregrinação da relíquia com o coração de São Vicente, que atualmente está na Europa.

Superior Geral pede devoção aos santos e bem-aventurados da Família Vicentina

Com o encerramento do Ano Jubilar, inicia-se o quinto século do Carisma Vicentino. E padre Tomaž Mavrič tem um pedido especial para toda a Família Vicentina aos próximos cem anos. Ele quer que os membros tenham cada vez mais devoção pelos bem-aventurados e santos que já pertenceram a um dos Ramos vicentinos, principalmente nas regiões onde nasceram ou morreram para que haja uma intensa veneração e, por conseguinte, a devoção se propague para os outros cantos do mundo.

O Superior Geral ainda aconselha que sejam organizados encontros com o objetivo de divulgar as biografias destes ‘Servos de Deus’; peregrinações aos locais onde viveram ou foram enterrados, celebrações, publicação de livros, dentre outros materiais que possam colaborar na divulgação deles.

Mavrič pede também que os membros da Família Vicentina rezem para que os bem-aventurados sejam canonizados. Vale citar que o principal fundador da SSVP, confrade Antonio Frederico Ozanam, ainda não se tornou santo.

VOCAÇÃO CONSAGRADA

O sucessor de São Vicente fez ainda um pedido especial relacionado às vocações consagradas. “Convido a cada um de nós a mostrar às crianças, aos jovens e adultos que é normal responder afirmativamente, com um ‘sim’ vigoroso, ao chamado de Jesus; não se trata de uma resposta anormal. Devemos trabalhar juntos em vista de uma cultura vocacional renovada”.

Para ler a carta na íntegra, CLIQUE AQUI

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY