Missões na Paraíba terminam com festa para Ozanam

0
41
Durante formação, missionários mostram as relíquias de São Vicente de Paulo

As Missões Vicentinas na Paraíba são encerradas neste domingo (22) após oito dias de visitas a vicentinos afastados e/ou doentes, participações em Santas Missas e divulgação do carisma vicentino em outros movimentos da Igreja. O fim das atividades aconteceu durante a Festa Regulamentar em honra ao Bem-aventurado Antonio Frederico Ozanam, promovida pelo Conselho Central de Campina Grande, na Casa do Menor.

Cerca de 300 pessoas participaram do dia de formações, ministradas pelos missionários. As relíquias de Vicente de Paulo também foram levadas ao espaço para a veneração entre o público presente.

Equipe missionária que participa da atividade
Equipe missionária que participa da atividade

O encontro teve como tema principal ‘Vicentinos: leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do Reino’. As informações sobre ele foram repassadas pelos confrades José Heitor de Amorim e Dorival de Matos.

José Heitor pediu que os vicentinos não meçam esforços nos serviços aos Pobres. “Não podemos fazer por comodismo só o necessário ou o que nos convém. A Igreja em Saída nos impele que trabalhemos o tempo todo uns pelos outros, fazendo sempre o melhor aos nossos irmãos”.

Concluindo o tema, o confrade Dorival de Matos mostrou que o trabalho vicentino é um modelo de ‘Igreja em saída’, em que os membros professam a fé nos templos, no entanto, fortalecidos pela Eucaristia, eles partem para a ação. “Quando o Papa Francisco assumiu a Igreja e pediu que os cristãos fossem para as periferias anunciar o Evangelho, ele estava louvando o trabalho que já era feito pelos vicentinos há 185 anos”. Conclamou. “Que continuemos a sair da frente da televisão e indo para a casa do Pobre, onde anunciamos o Evangelho, como Jesus, São Vicente e Ozanam faziam”.

HOMENAGEM A OZANAM

A formação sobre o confrade Antonio Frederico Ozanam, o homenageado do dia, ficou a cargo do confrade Leonardo Magalhães. Ele apresentou a biografia do principal fundador da SSVP e usou a trajetória dele, que criou a ‘Sociedade’ aos 20 anos, para incentivar a caminhada dos jovens em Campina Grande. “A juventude na SSVP representa a certeza do futuro da instituição”, definiu. O vicentino pediu que, a exemplo de Ozanam, os confrades e as consócias – leigos da Igreja – busquem viver o caminho da santidade.

Ele ainda fez uma dinâmica, convidando jovens a subirem ao palco. Eles representaram os sete fundadores da instituição.

PRESENÇA DO BISPO

Bispo de Campina Grande
Bispo de Campina Grande

O bispo de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, participou da atividade, elogiando os trabalhos vicentinos. “Vocês são pessoas que trabalham no silêncio em prol dos irmãos necessitados. Há vários caminhos que nos levam a Deus, mas aquele de serviço aos Pobres é o mais eficiente. Tenham certeza, vicentinos, que vocês têm o céu garantido”. Acrescentou. “Todos aqueles que prestam seu amor/serviço aos Pobres está fazendo ao próprio Jesus, presente no irmão abandonado. Muito obrigado pelo trabalho tão bonito feito há tantos anos”.

“Eu acredito nas Missões” – afirma presidente do Central

É a terceira vez que o Departamento Missionário passa pelo Estado da Paraíba, visitando Conselhos Particulares diferentes. As edições passadas aconteceram em 2016 e 2017. Segundo o presidente do Conselho Central de Campina Grande, confrade Alessandro Silva, ao menos 80 membros ingressaram na SSVP, duas Conferências foram reativadas, uma fundada e três estão em formação após as Missões.

Alessandro é um entusiasta deste serviço prestado pelo Conselho Nacional do Brasil (CNB). “Eu acredito nas Missões porque vi que elas realmente transformam a realidade dos locais por onde passam”.

RETORNO

Com o fim das atividades, os missionários retornam para casa felizes pelos trabalhos desenvolvidos, com muitos amigos paraibanos conquistados e a certeza de que a semente da motivação foi plantada, e será, agora, cultivada pelos membros da SSVP local.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY