‘Junho vermelho’ – tem gente precisando de ajuda

0
82
Ao fundo, o confrade Amauri

 

Há 8 anos, o confrade Lucas Roque Matos (26) passou por um momento difícil. Um amigo dele adoeceu e ficou hospitalizado. Membro da Conferência São Roque, em Juiz de Fora (MG), Lucas estava acostumado a praticar a caridade e queria fazer algo pelo amigo. Mas o paciente não precisava de cesta básica; a maior necessidade era a doação de sangue. O vicentino então viu uma forma de ajudar. “Nós, membros da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), temos que esgotar todas as formas de caridade possíveis. Doar sangue é como ir à casa do assistido, só que de 3 em 3 meses. O Pobre é aquele que necessita de algo, logo, quem está doente precisa da nossa ajuda”, ensina.

Lucas desde então tornou-se doador e incentiva que mais membros da SSVP também ajudem os hemocentros. O gesto dele ilustra a campanha ‘Junho Vermelho’, promovida pelo movimento ‘Eu Dou Sangue’, iniciada no último dia 1º.

A Campanha é realizada em junho como forma de abastecer os bancos de sangue para julho, mês de férias, quando os estoques costumam diminuir. Também é um gesto concreto pelo Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado no próximo 14 de junho.

Confrade Lucas Roque
Confrade Lucas Roque

O confrade de Juiz de Fora, cada vez que vai ao hemocentro, sai de lá com a satisfação do dever cumprido. “O sentimento é de muita gratidão a Deus por ser saudável e poder compartilhar da minha saúde com quem precisa”.

Em Itápolis (SP), na área do Conselho Metropolitano de São Carlos, a juventude também se organiza, lota uma Van e vai até aos hemocentros mais próximos, onde doa sangue.

Um dos doadores é o confrade Amauri Leonardo Dutra (24), membro da Conferência Santa Mônica. Ele conheceu um hospital que necessitava de doadores, ficou sensibilizado e decidiu ajudar. “Eu, na condição de vicentino, aprendi a vivenciar o sofrimento das pessoas, e quem está doente precisa muito de nossa ajuda. O procedimento de doação de sangue é muito rápido, não dói nada e pode salvar de três a quatro vidas”.

SEJA DOADOR (A)

Doar sangue é muito simples. Basta comparecer a um hemocentro, participar da entrevista feita no local e contribuir. Mas antes, atente-se às questões a seguir:

  • REQUISITOS BÁSICOS PARA DOAR SANGUE

– Portar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira do conselho profissional)

– Estar bem de saúde

– Ter entre 16 (*) e 69 anos, 11 meses e 29 dias (*); jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e / ou responsáveis legais

– Pesar no mínimo 50 Kg

– Não estar em jejum. Evitar apenas alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY