27/09 – Dia de São Vicente de Paulo

0

 

Hoje é o dia da memória litúrgica de São Vicente de Paulo, que marca a data de morte dele, 27 de setembro de 1660.

São Vicente nasceu na cidade de Pouy, na França, no dia 24 de abril de 1581.  Tornou-se padre aos 19 anos de idade, porque queria ajudar a família. Depois, teve um encontro pessoal com Cristo presente nas pessoas vítimas das mazelas sociais e, então, passou a dedicar-se inteiramente aos Pobres

Fundou a Congregação da Missão (padres lazaristas) e a Companhia das Filhas da Caridade (Irmãs vicentinas).

Foi canonizado em 16 de junho de 1737, pelo papa Clemente XII, e, em 12 de maio de 1885, declarado patrono de todas as obras de caridade da Igreja Católica, por Leão XIII.

Confrade registra filho com o nome Vicente de Paulo

vicenteQuando era adolescente, Vicente de Paulo pegou uma das camas da casa onde morava e, sem a permissão da família, doou-a a uma família pobre. Um gesto muito provável de ser atribuído a São Vicente de Paulo, que dedicou toda a vida às pessoas em situação de vulnerabilidade. Só que o Vicente citado acima não é o santo. Não é francês e, tampouco, padre. O Vicente de Paulo Valente Fonseca nasceu em São João Nepomuceno, interior de Minas Gerais, na área do Conselho Metropolitano de Juiz de Fora. Ao saber da doação da cama, o pai dele, Luciano Lima Fonseca, não bateu no menino ou colocou de castigo. Pelo contrário. Alegrou-se. Teve a certeza de que tinha feito a escolha certa ao decidir registrar o filho com o mesmo nome do santo. “Eu queria que ele fosse caridoso igual a São Vicente. E ele sempre foi e será”, orgulha-se Luciano.

Vicente de Paulo Valente Fonseca tem 49 anos e é aposentado. Ele foi vicentino por cerca de 15 anos, mas está atualmente afastado das atividades da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). Já o pai dele, confrade Luciano, tem 82 anos. Desde 1954 participa das atividades da Conferência. Atualmente, desenvolve os trabalhos caritativos na Conferência Nossa Senhora Aparecida. Quando o filho nasceu, já era vicentino e quis homenagear o santo que tanto inspirou o confrade Antonio Frederico Ozanam na criação da SSVP. “Eu acho Vicente um nome lindo e a história dele ainda mais bonita”.

Ele tem ainda outros nove filhos. A maioria deles, com nomes relacionados à Igreja Católica, a exemplo de Francisco de Assis, José e Luciana.

Quanto a Vicente de Paulo, ele se diz muito satisfeito com o pai pela escolha do nome dele. “Eu adoro meu nome e jamais o trocaria por outro. É uma honra ter o mesmo nome de um santo tão caridoso, o qual eu me inspiro para agir no dia a dia”.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta