Família Vicentina propõe a construção de casas para sem-teto

0
748
Imagem meramente ilustrativa

Em 1643, São Vicente de Paulo recebeu uma herança. Em vez de usar o dinheiro para benefício próprio, construiu 13 casas a moradores em situação de rua. Pouco mais de 400 anos depois, inspirados no ‘patrono de todas as Obras de Caridade’, os membros da Família Vicentina repetirão o mesmo gesto, conforme o projeto ‘13 casas’.

O número é uma simbologia à iniciativa pioneira de São Vicente, no entanto, a expectativa é de que ao menos 10 mil casas sejam construídas em todo o mundo. No Brasil mesmo, a meta é de pelo menos 13 casas em cada uma das sete regiões às quais a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) está dividida.

O projeto ’13 casas’ é uma iniciativa da Família Vicentina, isso significa que todas as instituições criadas por Vicente de Paulo ou inspiradas no ideal de caridade dele, a exemplo da SSVP, devem trabalhar de forma colaborativa.

Consócia Ada Ferreira

A embaixadora da iniciativa no Brasil é a consócia Ada Ferreira, que também é representante da Sociedade de São Vicente de Paulo no Conselho Nacional da Família Vicentina. Ela explica que além da construção de casas, enquadram-se no projeto a reforma e construção de refeitórios que possam beneficiar os sem-teto, tais como: refugiados, desalojados internos e moradores de bairros inadequados.

Os recursos utilizados devem ser dos Ramos da Família Vicentina, bem como de doações e fundos de financiamentos. Neste final de semana, a consócia Ada e os outros 14 embaixadores participarão de uma reunião em Paris (França), onde deverão traçar mais estratégias.

A brasileira já pede que os confrades, consócias e representantes dos outros Ramos da Família Vicentina pensem em ações pela implementação do ‘13 casas’. “Precisamos conscientizar da importância deste projeto e abraçar efetivamente esta causa, em benefício de nossos irmãos que não têm onde morar. Nós, brasileiros, temos coragem, força e ousadia. Vamos conseguir juntos”.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY