Família carente no Norte tira o sustento de Projeto Social

0
908
O carrinho de batata frita possibilitou uma nova vida para Maria de Nazaré

A promoção da família de Maria de Nazaré Benjamim dos Santos (48) veio da venda de batata frita. Na comunidade São Pedro, distrito de Curuçá (PA), o alimento é preparado e vendido em um carrinho que percorre as ruas e bares da região.

Antes da batata, Maria de Nazaré vivia em situação de pobreza extrema. Ela e o marido estavam desempregados. Vendo a situação difícil do casal, os vicentinos criaram o Projeto Social para a geração de renda da família. O Conselho Nacional do Brasil da Sociedade de São Vicente de Paulo (CNB/SSVP) percebeu que a venda do alimento seria um importante meio de Mudança Sistêmica (promoção) e, por isso, financiou a compra do carrinho e demais equipamentos para que Maria de Nazaré pudesse trabalhar.

A iniciativa é um sucesso. Ela chega a faturar R$300 por dia, principalmente nos finais de semana. O êxito do projeto vem do senso de empreendedorismo da assistida. “Eu sei que tudo o que ganho não posso gastar. Uma parte, eu uso para repor a matéria-prima e, a outra, sim, é para comprar o que precisamos aqui em casa”, explica.

Maria de Nazaré tem utilizado bem o dinheiro que a ela compete. Já comprou fogão, está com todas as contas em dia, faz supermercado, feira, açougue e ainda sombra para investir na vaidade feminina. Quando a equipe de reportagem do site SSVPBRASIL chegou à casa dela, a ex-assistida tinha contratado manicure e pedicure para cuidar das unhas. “Antes, eu nunca podia pensar que fosse gastar dinheiro com isso. Agora, eu posso e posso sonhar com dias cada vez melhores”.

Os vicentinos que a ajudaram, Maria de Nazaré os define como “anjos enviados por Deus”.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY