Escola particular tem a SSVP como aliada na defesa pela vida

0
401
Arte de divulgação da campanha pernambucana

Textos e publicações vicentinas, a exemplo de uma reportagem especial divulgada na revista Boletim Brasileiro neste ano, inspiraram a direção da escola particular ‘Cônego Fernando Passos’, em Limoeiro (PE), a incentivar com que os cerca de 500 alunos também sejam defensores da vida.

De hoje até quinta (22) acontece a 21ª Amostra de Artes e Ciências (AACC). O evento, além de ser uma forma dinâmica de aprendizado, também aborda a cada ano uma causa humanitária. As consócias Conceição Marques e Sônia Cavalcanti são vicentinas e  sócias na instituição de ensino. Como a SSVP vem sendo enfática nas declarações em favor da vida, elas decidiram transpor o tema para o ambiente escolar. “É impossível dissociar a minha vida de vicentina do meu cotidiano e, por isso, tento levar os nossos ideais para a comunidade escolar, sempre respeitando o ecumenismo”, argumenta Sônia.

 

Toda a comunidade está engajada neste projeto que conta com a parceria da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). Como uma das atividades dos alunos é a arrecadação de enxovais para grávidas pobres – numa tentativa de incentivá-las a não abortarem – os confrades e as consócias cadastraram as mulheres que se enquadram neste perfil e que vão receber as doações.

A Amostra é composta por exposições, teatros, palestras e bate-papo. Haverá ainda mais um gesto concreto: os alunos coletaram mais de 20 mil assinaturas contra o Projeto que tenta legalizar o aborto no Brasil. O documento será enviado até o final deste ano ao Supremo Tribunal Federal.

“Queremos mostrar que é preciso valorizar a vida em todos os aspectos e, também, alertar os alunos para que eles tenham responsabilidade. Mas caso aconteça uma gravidez que não seja planejada, que eles tenham consciência que a vida é dom de Deus. Assusta-nos muito ainda quando sabemos de casos de adolescentes que ao descobrirem que estão grávidas, com medo de represálias da família, acabam cometendo suicídio”, complementa Sônia.

Cartaz do projeto

Em 2016, o total estimado de mulheres de 18 a 39 anos que fizeram aborto induzido ao menos uma vez no Brasil foi de 4,7 milhões. O Nordeste é a região que apresenta o maior número de casos.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY