Benfeitora da SSVP faz gorros para pacientes com câncer

0
33
Maria Inês faz gorros de tricô

 

A queda de cabelo é mais um obstáculo na vida dos pacientes em tratamento contra o câncer. Muitos deles são extremamente carentes e o acesso a peruca ou outro acessório de cabeça torna-se praticamente impossível. Foi pensando nessas pessoas que a professora aposentada Maria Inês Carneiros Ramos encontrou uma forma alternativa de ajudar. Ela confecciona gorros de tricô e encaminha aos pacientes do Hospital Mário Pena, em Belo Horizonte (MG).

Maria Inês é benfeitora da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) na capital mineira. Ela ajuda com periodicidade a Conferência Senhor do Bonfim, do Conselho Particular Santos Anjos da Guarda e Conselho Central São Francisco de Assis. Doa dinheiro todos os meses, além de contribuir em campanhas de alimentos.

A professora aposentada aprendeu a tricotar ainda na infância. Lembra que a primeira agulha foi confeccionada pelo pai de uma amiga, feita de arame. Desde então, sempre viu no tricô um entretenimento. Mas em 2010, percebeu que aquela atividade de lazer poderia ser aliada à caridade. Ela descobriu que um grupo de amigas desenvolvida esse trabalho para hospitais de câncer e decidiu também ajudar.

Leva de gorros encaminhada ao Hospital Mário Pena
Leva de gorros encaminhada ao Hospital Mário Pena

Acredita já ter confeccionado ao menos 300 gorros. Cada um demora em média 4h para ficar pronto. Além de produzir, a própria voluntária compra os materiais. Maria Inês também está fazendo este ano sapatos de lã para idosos asilados.

Segundo a benfeitora, a principal beneficiada pela iniciativa de caridade é ela mesma. “Eu faço e mando para as pessoas que precisam. Não sei quem vai usar; eu só quero que elas usem. Quando me aposentei, acabei preenchendo parte de meu tempo com esse trabalho e isso me faz sentir útil”. Ela conclui: “o tricô é um fio condutor de coisas boas”.

 

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

LEAVE A REPLY