Vicentinos estão dentre os 2 mil desalojados de Rio Casca

0
Cenário de destruição em Rio Casca (MG)

Ao menos dois confrades e as respectivas famílias tiveram as casas destruídas em Rio Casca, na Zona da Mata mineira. O número pode ser maior, porque devido ao grau de destruição do município, ainda não foi possível contabilizar o real prejuízo. São 2 mil pessoas desalojadas.

O vice-presidente do Conselho Nacional do Brasil (CNB) para a Região II, confrade César Custódio da Silva, esteve hoje à tarde em reunião com os presidentes do Conselho Metropolitano de Caratinga e Central de Raul Soares, Unidades que administram os trabalhos vicentinos nas cidades castigadas pela chuva. Além de Rio Casca, os municípios de São Pedro dos Ferros e Abre Campos também foram atingidos. “Estou impressionado. Nunca vi tanta tristeza e destruição”, descreve o confrade César.

A equipe de jornalismo do site SSVPBRASIL tentou fazer contato com os vicentinos desabrigados na tarde desta quinta-feira, mas não conseguiu.

A Vila Vicentina que funciona em Rio Casca não foi atingida. Também não há assistidos dentre os desabrigados.

Neste primeiro momento, os moradores precisam de roupas, alimentos e água potável. As doações serão centralizadas no Conselho Metropolitano de Caratinga. Depósitos podem ser feitos na Caixa Econômica Federal, agência 0106, operação 003, conta corrente 502487-1. O CNPJ é 05169298/0001-81. Torna-se necessário identificar o depósito como sendo destinado às vítimas de Rio Casca e municípios próximos, enviando também o comprovante para metropocar@hotmail.com

TRAGÉDIA

Uma forte chuva caiu nessa última segunda (4) em Rio Casca e região, fazendo com que o rio transbordasse, destruindo parte da cidade.

Até o hospital está servindo de abrigo provisório. Uma ala da maternidade que estava desativada, agora é dormitório. Muitas pessoas também foram acolhidas em colégios.

 

 Fonte: Redação do SSVPBRASIL

 

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta