Presépio na capela do CNB está preparado para receber a imagem do Menino Jesus

0

A sede do Conselho Nacional do Brasil da Sociedade de São Vicente de Paulo (CNB/SSVP), no Rio de Janeiro (RJ), é ligada à Capela do Menino Deus, uma pequena Igreja construída pelas Irmãs Carmelitas Descalças e, que hoje, recebe a comunidade do centro carioca, além de celebrações do CNB. Dentro do templo, voluntários já prepararam o presépio.

Seguindo a tradição católica, todas as personagens estão dispostas, exceto a imagem do Menino Jesus, que é colocada só no Dia de Natal.

As celebrações natalinas na Igreja também são tradicionais. Conta a história que, certa vez, o escritor Machado de Assis participou de uma Missa no local. Ao sair, compôs o ‘Soneto de Natal’:

Soneto de Natal

Um homem,era aquela noite amiga,
Noite cristã, berço do Nazareno,
Ao relembrar os dias de pequeno,
E a viva dança, e a lépida cantiga.

Quis transportar ao verso doce e ameno,
As sensações da sua idade antiga,
Naquela mesma velha noite amiga,
Noite cristã, berço do Nazareno.

Escolheu o soneto… A folfa branca,
Pede-lhe a inspiração; mas, frouxa e manca,
A pena não acode o gesto seu.

E em vão lutando contra o metro adverso,
Só lhe saiu este pequeno verso:
“mudaria o Natal ou mudei eu?”

TRADIÇÃO DOS PRESÉPIOS

O primeiro presépio da história foi fundado por São Francisco de Assis, em 1223. A Igreja não permitia a representação litúrgica em paróquias, mas o santo pediu dispensa da proibição para montá-lo em uma gruta, com o intuito de relembrar o povo sobre a natividade de Jesus.

No Brasil, o primeiro presépio foi apresentado aos índios 1552, pelo padre José de Anchieta.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta